Stella Resinas e Equipamentos para Tratamento de Água Ltda.

Produtos

Produtos

Acompanhe-nos

Sistema de Desmineralização

Na natureza a água de um modo geral, depois de submetida a processos de tratamento por filtração, apresenta-se praticamente isenta de sólidos em suspensão, embora ainda não seja um composto quimicamente puro, pois apresenta ainda, sais e ácidos além de algumas substâncias dissolvidas. Os sais e ácidos, não se dissolvem na água como moléculas, mas se dissociam nela em partículas bem menores, eletricamente carregadas, chamadas de íons.

Para se ter uma ideia melhor, o Cloreto de Sódio (NaCl) em solução aquosa, não apresenta moléculas dissolvidas de NaCl (eletricamente neutras), mas moléculas dissociadas na água, como íons positivos (cátions Na+) e íons negativos (ânions CL-).

As aplicações industriais geralmente exigem uma água com características específicas como, por exemplo, para alimentação de caldeiras, aquecedores, torres de resfriamento entre outras máquinas especiais.

Essa água não deve conter sais de Cálcio, Magnésio, Óxido de Silício e não deve apresentar substâncias dissolvidas ou ainda combinações dessas substâncias.

O processo normalmente utilizado para a obtenção de água, com as características e condições acima é o da permutação iônica, onde íons dissolvidos na água entram em contato com determinadas substâncias sólidas, insolúveis na água, pelas quais são adsorvidos e permutados por outros íons.

Essa permutação de íons, somente pode ser efetuada com íons de mesma carga elétrica, isto é, permuta de cátions/cátions e ânions/ânions. As substâncias que efetuam essas permutas de íons são resinas obtidas sinteticamente, em forma de pequenos grânulos (0,5mm) denominados resinas permutadoras de íons ou mais comumente resinas trocadoras catiônicas e aniônicas.

O processo de tratamento que emprega as resinas trocadoras catiônicas e aniônicas é denominado DESMINERALIZAÇÃO.

Neste tipo de tratamento temos a substituição dos íons catiônicos (Ca, Mg, Na) por íons hidrogênio e dos íons aniônicos (Cloretos, Sulfatos, Carbonatos, Sílica, Bicarbonatos, Gás Carbônico e Nitratos) por íons hidroxila.

Deste modo, elimina-se grande parte dos sais presentes na água, tornando-a equivalente à água destilada, eliminando assim o problema de incrustações, cristalizações e corrosões.

A DESMINERALIZAÇÃO é um processo em que se removem os sais minerais da água mediante troca iônica.

Somente as substâncias que se ionizam na água podem ser removidas através de resinas trocadoras de íons.

A DESMINERALIZAÇÃO inclui duas reações de troca iônica:

- Os cátions como Cálcio, Magnésios removem-se com resinas catiônicas (Ciclo Hidrogênio).
- Os ânions como Cloretos, Sulfatos e Nitratos, removem com resinas aniônicas.

A água a ser tratada passa opcionalmente primeiro por um Filtro de Areia Quartzo para remover sólidos em suspensão, Filtro de Carvão para remover o íon cloro presente na água potável com o objetivo de aumentar a vida útil das resinas, em seguida por um Trocador Catiônico, fluindo no sentido ascendente, deixando por troca iônica os minerais que lhe dão dureza, levando consigo íons; Após passar pelo Trocador Catiônico, a água flui através do Trocador de Ânion, e em presença de resinas aniônicas a água tratada desta forma ficará isenta de quase todos os sais dissolvidos.

A troca iônica, sendo um fenômeno superficial, para ser bem efetuada necessita que a resina esteja com sua capacidade de troca prolongada o maior tempo possível, dentro de seu limite intrínseco.

Portanto, a água deve ser livre de materiais em suspensão e oleaginosos, pois a sua presença produz a colmatação da resina, necessitando proceder nesse caso, lavagem freqüente.

Estes vasos possuem internamente coletores e distribuidor superior de água, para permitir o perfeito desempenho da unidade nas fases de operação e regeneração das resinas trocadoras.

A água tendo passado pelos Trocadores de Cátion e de Ânion, é considerada uma água DESMINERALIZADA, sendo utilizada em processos industriais, principalmente nos Químicos, Farmacêuticos, alimentação de caldeiras de média ou alta pressão, na geração de vapor por turbinas, além de outras finalidades que necessitem de água pura, com reduzido teor de sólidos dissolvidos e sem contaminantes. A pureza é medida através da condutividade elétrica, provocada pela presença de íons inorgânicos (cátions e ânions), sendo necessário removê-los para atingir a qualidade requerida.

Em muitos casos é necessário a utilização de um DESMINERALIZADOR TIPO LEITO MISTO POLIDOR, para obtenção de uma água de melhor qualidade, normalmente caldeiras de alta pressão necessitam de água com grau de condutividade abaixo de 1,5 microSiemens.

Os sistemas de DESMINERALIZAÇAO se processam em leitos de resinas sintéticas, dentro de colunas metálicas pressurizadas, revestidas internamente com ebonite ou materiais termos plásticos como PVC, PP, resina de poliéster estruturada com fibra de vidro.

Podendo serem regenerados no local ou com colunas práticas de "fiber glass" que apenas são substituídas por colunas reservas, as colunas saturadas podem ser enviadas a nossa empresa para que possamos processar e devolvê-las prontas para uso, esse trabalho acompanha Controle de Qualidade.

Voltar para página de Produtos

Copyright © 2017 Stella Resinas - Telefax (11) 4787-6402 / 4786-8000Produzido por Cabeça Criativa